Com ajuda da AMAC, Prefeitura de Sena debate Plano Plurianual

Com ajuda da AMAC, Prefeitura de Sena debate Plano Plurianual

A prefeitura de Sena Madureira já deu início à elaboração do Plano Plurianual (PPA), objetivando estabeler diretrizes e metas da gestão para um período de quatro anos, organizando as ações do governo em programas que resultem em bens e serviços para a população. No plano irão constar, detalhadamente, os atributos das políticas públicas executadas, tais como metas físicas e financeiras, público-alvos, produtos a serem entregues à sociedade, entre outros.

plurianualDurante todo o dia de segunda-feira, secretários municipais e membros de suas respectivas equipes estiveram reunidos para debater o plano.

O prefeito Mano Rufino também se fez presente ao encontro que contou com o apoio da Associação dos Municípios do Acre (AMAC). Mano disse que o PPA está sendo montado com na proposta que foi apresentada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). “Trata-se de uma discussão muito importante para o município, pois estamos projetando as ações futuras. Haverá um momento em que o plano será também apresentado à comunidade”, destacou o prefeito.

Marcos Frederick, assistente da coordenação da Associação dos Municípios do Acre (AMAC), esteve em Sena Madureira ajudando na capacitação e fez uma avaliação positiva dos trabalhos. “Percebemos que a administração do prefeito Mano Rufino é interessada na transparência e no desenvolvimento local”, adiantou.

A secretária municipal de planejamento, Valéria Bastos, participou recentemente de um treinamento em Brasília, com vistas à elaboração do PPA. “É uma ferramenta muito importante porque norteia toda a administração pública. As metas de cada secretaria foram enviadas anteriormente e hoje estamos no detalhamento final”, frisou.

Até o dia 30 de setembro deste ano, o Plano Plurianual deverá ser encaminhado à câmara para apreciação dos vereadores.

O Plano Plurianual-PPA tem como princípios básicos:

* Identificação clara dos objetivos e prioridades do governo;

* Identificação dos órgãos gestores dos programas e unidades orçamentárias responsáveis pelas ações governamentais;

*Organização dos propósitos da administração pública em programas;

*Integração com o orçamento;

* Transparência.