MP diz que abriu investigação para apurar ameaças à juíza que travou Telexfree

MP diz que abriu investigação para apurar ameaças à juíza que travou Telexfree

O Ministério Público do Estado do Acre (MP/AC) e a Polícia Civil anunciaram, durante coletiva de imprensa realizada no final da tarde desta sexta-feira, 28, medidas investigatórias quanto a ameaças de morte à Juíza de Direito, Thais Khalil. Segundo denúncias, as referidas ameaças têm acontecido via internet e telefone e os acusados já estão sendo identificados.

telexfreeSegundo o Promotor de Justiça Danilo Lovisaro, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), todas as providências serão tomadas para coibir qualquer tipo de ameaça ou ato violento que venham atentar contra a integridade da Juíza que investiga o caso Telexfree.

Além da proteção da magistrada, Polícia Civil e Ministério Público conduzirão as investigações como forma de proteger o encaminhamento do processo e garantir que a autoridade das instituições públicas não sejam afetadas, como garantiu o Promotor de Justiça Rodrigo Curti: “O Ministério Público e a Polícia Civil não vão tolerar qualquer ameaça que tenha como intuito calar as instituições e atrapalhar as investigações”, conclui.

Participaram da coletiva, os Promotores de Justiça Danilo Lovisaro e Rodrigo Curti; Delegado de Polícia Civil Nilton César Boscáro, da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (DECCO); e Delegado de Polícia Civil Fabrizzio Sombreira.