Prefeito de Sena discute com senadores recursos que Dilma destinará a municípios

Prefeito de Sena discute com senadores recursos que Dilma destinará a municípios

O senador Jorge Viana elogiou a iniciativa da presidenta Dilma Rousseff de receber nesta quinta-feira, 11 de julho, o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, e representantes de entidades municipalistas. Ele também considerou positiva a iniciativa do Palácio do Planalto de transferir R$ 3 bilhões aos municípios para a melhoria da qualidade dos serviços prestados à população. “O dinheiro vem em boa hora porque muitas prefeituras estão enfrentando dificuldades”, disse.

capamanoesenadoresA bancada federal esteve reunida nesta quinta-feira com prefeitos do estado do Acre.  “Discutimos as dificuldades que os municípios estão passando, mesmo com a ajuda do governador Tião Viana”, explicou Jorge Viana. “Estabelecemos uma agenda de trabalho para discutir as prioridades que, julgamos, precisam do apoio de todos”.

Ele lembrou que os encontros foram suprapartidários. “É importante que, na hora de trabalhar pela população, a gente não fique olhando para a cor partidária”, comentou. “O fundamental é somarmos forças junto à presidenta Dilma e ao governador Tião para garantir mais recursos para as cidades”.

Pela tarde, Viana se reuniu com prefeitos da Frente Popular do Acre, ao lado do senador Aníbal Diniz (PT). “Conversamos o Elson Farias, do Jordão; Mano Rufino, de Sena; Aldemir, de Taumaturgo; Burica, de Rodrigues Alves; Tonheiro, do Bujari; e Rodrigo, de Tarauacá”, explicou, comentando que a reunião foi proveitosa. “A próxima etapa é buscar encaminhar projetos junto ao governo federal para transformarmos a realidade para a população”.

Viana comentou que o esforço conjunto é para melhorar a qualidade de vida da população em cada um dos municípios do Acre. “Algumas questões são comuns a todos: lixo, educação, saúde e desenvolvimento econômico”, apontou o senador. “Precisamos, por exemplo, resolver o problema da destinação do lixo, com a construção de aterros sanitários e inovar na gestão para garantir a melhoria dos serviços de saúde e educação”.