Estado do Acre completa 52 anos de emancipação política

O feriado estadual, desta vez no domingo, terá programação especial para comemorar o 52° aniversário do Estado do Acre. A celebração será marcada por um concerto da banda da Polícia Militar (PM) na Esplanada do Palácio Rio Branco e estão todos convidados a prestigiar esse momento de homenagem e reconhecimento às lutas e conquistas acreanas.

No repertório, peças que embalaram a história musical do Brasil a partir da década de 60 e que também embalaram o nascimento e desenvolvimento do Estado dos acreanos.

Segundo o regente, tenente Djair, depois de ter recebido o reforço de novos instrumentos, a banda tem conseguido se qualificar mais para participar de eventos.

O Acre deixou de ser um território e foi elevado à categoria de Estado com a lei nº 4070, assinada por João Goulart.  A proposta foi do deputado Guiomard Santos e é o ápice da luta do Movimento Autonomista.  Durante o período de demarcações, a área foi considerada território boliviano e teve sua independência proclamada pelo diplomata Luiz Galvez, que governou como imperador, representando os brasileiros migrantes e seringueiros. A Revolução Acreana, próximo episódio, recupera o território para o Brasil pelo Tratado de Petrópolis, sendo finalmente elevado a Estado em 1962.

[divulgação agana]