Expansão imobiliária é a maior da história do Acre (política de governo que faz o povo morar melhor)

minha casa minha vida  foto
Fotos: Sérgio Vale – secom – gov – AC

Nunca se construiu tantas casas e apartamentos no Estado como durante os governos da Frente Popular.

E o Minha Casa Minha Vida, criado pela Presidenta Dilma, mostra isso.

Ontem o governador Tião Viana foi convidado e participou da entrega de 96 apartamentos de um novo residencial na capital.

96 apartamentos!

Da Ag Of Gov AC:

(…)

Ao todo, serão 704 até 2017, com a promessa da construtora de entregar até o fim de dezembro mais 114 unidades habitacionais.

O Reserva do Bosque faz parte do Minha Casa, Minha Vida nas faixas 2 e 3, que atende famílias com renda mensal bruta de R$ 1.600 a R$ 3.275. “Temos aqui um investimento de R$ 144 milhões. É um novo conceito de condomínio, muito bem acabado, que tem total apoio dos projetos habitacionais do governo”, declarou o governador.

O financiamento do condomínio está sendo feito pela Caixa Econômica Federal. A empresa Leal do Brasil Empreendimentos é responsável pelo projeto.

(…)

Você leu aí em cima no texto da agência do governo: é a Caixa Econômica que está financiando.

144 milhões.

Isso é politica de governo.

Do governo de Lula, agora no de Dilma e aqui no Acre no governo Tião Viana.

Os acreanos estão morando melhor.

O Brasil está morando melhor.

E isso só está sendo possível porque há política de governo no setor de habitação.

Hoje você compra um apartamento e as prestações vão decrescendo o valor das prestações.

Você faz o financiamento e já sabe até o valor da última parcela.

Você lembra como era na época do PSDB no governo?

Ninguém conseguia pagar um imóvel.

Claro que você lembra.

Por isso ninguém quer mais voltar ao tempo dos fantasmas.



Com milho e feijão… 

produção milho
Foto: Sérgio Vale – secom – gov – AC

500 mil no ano com a colheita.

Meio milhão!

Realmente este Acre não produz patavina, não é seu Mário Maffi?

Ele é produtor em Epitaciolândia, na fazenda Guaraciaba.



Rumo ao 10
tarauaca perpetua

plenaria feijo nazare

Em Feijó e Tarauacá Nazaré e Perpétua participaram de plenária da Frente Popular na sexta-feira.

Como sempre, um encontro pra cima, comprometido.

Tijolo por tijolo…



Frase de despedida de August, o haitiano adotado pelo Acre

august viagem

 

-Lá no abrigo em Epitaciolândia eu recebi amor e carinho. Vou me lembrar sempre disso.


August
, haitiano que chegou ao Acre ainda menor de idade e só agora consegue autorização para viajar à França para encontrar com sua mãe. Ele pretende voltar.



The Best (o melhor) 

frances
publicado no conversa afiada do PHA

Turista e torcedora francesa em Salvador mostra cartaz que diz:

‘Brasil, o melhor anfitrião da história das Copas’

Arranquem as unhas coxinhas e vira-latas!



E não ia ter Copa

A segunda partida da seleção brasileira registrou um dado curioso por parte da torcida.

Foram mais de meio milhão de fotos e 128 mil ligações durante o jogo contra o México, que terminou em empate sem gols.

Fonte: GGN (Luis Nassif)



Como o ‘mercado’ planeja a sabotagem econômica à reeleição de Dilma
jacare

 

Autor – Fernando Brito
Tijolaço

O Valor publica hoje [ontem, sexta]  uma matéria de Cristiano Romero que, em qualquer país civilizado, seria motivo para que os órgãos de regulação de mercado abrissem uma investigação sobre os movimentos de capital.

É sobre como “analistas de mercado”, como Armínio Fraga, pré-ex-futuro-quase Ministro da Fazenda participa de um grupo de investidores que espera – ou tenciona – um pesado abalo financeiro sobre o Brasil, como forma de influenciar no resultado das eleições.

O que, afinal, já acontece com as pesquisas “de mercado” eleitorais, que estão fazendo muita gente (nem tão boa) ganhar fortunas com a especulação.

Leia só:

“O governo da presidente Dilma Rousseff acredita que o país está preparado para enfrentar um terceiro trimestre “sensível”, marcado por uma disputa eleitoral acirrada e por uma transição “não sincronizada” das políticas monetárias das economias avançadas. A expectativa em Brasília é que não haverá um rali nos mercados, como vêm prevendo analistas como o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga.

Em entrevista ao Valor, Fraga disse acreditar na possibilidade de especulação com a taxa de câmbio e o mercado de juros durante a campanha que se aproxima. A crença nisso parte da probabilidade, maior neste momento, de reeleição da presidente Dilma. Investidores ficariam nervosos com essa possibilidade e retirariam recursos do país, provocando uma forte desvalorização do real, como ocorreu em 2002, quando o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, venceu a eleição.”

A reportagem de Romero diz que assessores econômicos do Governo – certamente com o padrão de ingenuidade do Ministro Guido Mantega –  preveem que isso não vai acontecer.

“O ataque não se dá por ideologia, não ‘é nós contra eles’. Por isso, não acredito nessa história de pesquisa, de que a Dilma caiu e a bolsa se animou. Isso dura uma tarde. O que dura mesmo é fluxo, é fundamento, é política econômica.”

Gosto de ver como, depois de tudo o que  passou este Governo, merece ainda a boa-fé de alguns “crentes no mercado” que acham que são mesmo apenas as regras do livre mercado, das taxas de juros, de um “apoliticismo” que os orienta.

Ninguém, é obvio, quer fazer o mercado se portar “na marra” de tal ou qual maneira. Mas que a sabotagem é latente e perigosa, nem mesmo os mais ingênuos duvidam.



Dilma Coração Valente – Jingle ainda não é definitivo (vídeo)

O jingle da  Presidenta foi produzido pela agência de João Santana e foi publicado em  primeira-mão pela Revista Fórum.


Por hoje, FIM