Ministério da Saúde envia 7,5 toneladas de medicamentos para Rio Branco

Ministério da Saúde envia 7,5 toneladas de medicamentos para Rio Branco

São 30 tipos de medicamentos e 18 insumos, incluindo antibióticos, anti-inflamatórios e ataduras, em cada unidade.

 
Da Ag Saúde
Amanda Costa

O Ministério da Saúde está contribuindo com a assistência prestada à população do município de Rio Branco (AC), atingida pela cheia histórica do rio Acre. Nesta semana, a capital acreana estará recebendo 30 kits de medicamentos e insumos. Cada unidade pesa 240 quilos e tem capacidade para atender a cerca de 1,5 mil pessoas ao mês. São 30 tipos de medicamentos e 18 insumos, incluindo antibióticos, anti-inflamatórios e ataduras, em cada unidade.

Em fevereiro, o Ministério da Saúde já havia encaminhado 11 kits ao município de Rio Branco, totalizando 2,75 toneladas. Com a nova remessa, serão 10,25 toneladas de medicamentos e insumos enviados à cidade.

Além do apoio material, na última quarta-feira (4), a Força Nacional do SUS enviou representantes ao município, em uma missão exploratória. A equipe tem como objetivo fazer um diagnóstico da rede de saúde e verificar a necessidade de apoio em relação a equipamentos, insumos e profissionais de saúde.

Segundo dados da prefeitura, 53 bairros foram atingidos, mais de 900 ruas afetadas pelas águas, 40 áreas rurais com a produção comprometida e três pontes interditadas.

FORÇA NACIONAL DO SUS – A Força foi criada em novembro de 2011 para agir no atendimento às vítimas de desastres naturais, calamidades públicas ou situações de risco epidemiológico e desassistência quando for superada a capacidade de resposta do estado ou município.

(…)

ATUAÇÃO – Para que a Força Nacional do SUS seja acionada, o município, ou o estado, deve decretar situação de emergência, calamidade ou desassistência,  solicitando o apoio do Ministério da Saúde. Com isso, é deslocada uma equipe para a chamada missão exploratória, quando profissionais vão até o local para fazer um diagnóstico da rede de saúde e verificar a necessidade de apoio em relação a equipamentos, insumos e profissionais de saúde.

(…)

força nacional do sus