Que tal delirarmos um momento com Eduardo Galeano? (Vídeos)

 

J R Braña B.

O escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano foi um lutador pela América Latina.

Era odiado pela imprensa de direita do Continente.

No Brasil não se divulgava Galeano.

Nessa homenagem que parte da imprensa uruguaia faz hoje a ele, no dia de sua morte, quatro vídeos recordam sua grande paixão: o futebol.

Galeano queria ser jogador de futebol.

O escritor dizia que o futebol ‘é a única religião onde não há ateu’.

Galeano era ateu, claro.

A pergunta deste post é o título de um dos versos do escritor que você vai assistir no primeiro vídeo.

¿Qué tal si deliramos un ratito?

Galeano deixa livros memoráveis para o  mundo e América Latina, sua entrañable (íntima) América Latina, como dizia.

oestadoacre.com associa-se aos que homenageiam neste dia a figura do agora imortal Eduardo Galeano.

Um dica para jovens, velhos e os políticos que tenham alguma coisa na cabeça  para oferecer à sociedade.

Assistam!

Os vídeos são curtinhos (o maior demora 8 minutos)

J R Braña B.

 

Vídeo 1

Vídeo 2

Vídeo 3 –

Galeano conta que encontra Che Guevara (piada) e o recebe com o jornal Gramma e, brincando, o chama de ‘traidor’.

Che responde: é a primeira vez que alguém me chama de traidor e permanece vivo.

Vídeo 4

‘Sou otimista e pessimista. Depende da hora. Mas não acredito em otimista full time’