Velha mídia de São Paulo começa campanha contra Ferrovia do Pacífico

Velha mídia de São Paulo começa campanha contra Ferrovia do Pacífico

J R Braña B. – 

Declaração hoje do ministro do planejamento, Nelson Barbosa, o cara do governo Dilma, sobre a Ferrovia Bioceânica:

-Acho que é um projeto ambicioso. É um projeto estratégico para criar uma saída alternativa para o Pacífico, mas é também um projeto realista. Ele pode ser começado por partes. Pode ser começado pelo trecho entre Sapezal (MT) a Porto Velho (RO), que tem demanda por carga. Assim como o de Água Boa (MT) até Campinorte (GO).

Já era esperado.

Uma matéria no Estadão do dia 9-J traz uma manchete que parece mais uma sentença: ‘estudo aponta que ferrovia ligando Brasil ao Peru é inviável’

É a velha mídia fazendo o jogo do contra contra o restante do país, que precisa se desenvolver para reduzir as desigualdades entre os estados.

Mais que isso: a ferrovia pelo Pacífico tem forte oposição dos EUA, por motivos econômicos, e, claro, conta com o sempre atento apoio da velha mídia brasileira.

A ferrovia do Pacífico não será algo fácil de concretizar.

Vai começar uma luta política insana, sem que a opinião pública perceba, para impedir que esse projeto se concretize.

O jornal paulista (é o mesmo que disse que o Acre fabrica haitianos e os envia para São Paulo) que acha que o Brasil se resume ao Sudeste, já começou dizendo que ‘os chineses não cumprem o que prometem’.

É uma forma de desacreditar e ridicularizar o projeto na opinião pública.

A ferrovia será uma conquista difícil.

Porque os donos do Brasil vão fazer de tudo para impedir esse benefício pelo Norte do país.

A luta tá só começando.

E o governo Dilma, do PT, terá que manter o prometido.

J R Braña B.

 

Chamada abaixo do estadão de São Paulo sobre a Ferrovia do Pacífico (mais parece uma sentença de morte)

Clique na imagem para ler a matéria do jornal paulista fazendo a propaganda contra a ferrovia

estadao