Deputado propõe desenhar medidas adotadas sobre impostos para que oposição entenda (v)

Deputado propõe desenhar medidas adotadas sobre impostos para que oposição entenda (v)

 

J R Braña B. –

 

Nas mudanças adotadas pelo governo sobre a cobrança de impostos no estado, os líderes empresariais foram os primeiros a elogiar as medidas.

Imagina-se que os empresários entenderam e, assim, assinaram embaixo do que propôs o governo.

Declaração do presidente da Fecomèrcio, Leandro Domingos:

-Nós entendemos que essa mudança fiscal vai fazer uma justiça tributária. Com a evolução da legislação, muitos empresários estavam pagando mais do que deveriam e outros, pagando menos. Com o regime de apuração, o empresário vai pagar o preço justo. Este é o grande avanço que estamos construindo.

Do Adem, do Araújo:

-Muitas coisas avançaram, o mundo vai mudando, e sentimos a necessidade de que houvesse uma alteração na cobrança. E devemos ressaltar que desde o governo do Jorge Viana isso já era tratado junto com os empresários. Ficamos muito felizes e parabenizamos o governador Tião Viana pela conduta e flexibilidade.

Isso para ficar somente nesses dois empresários aí de cima (leia outras declarações de empresários)

Como se vê, eles deram Ok ao governo e às mudanças na cobrança do ICMS, especialmente.

Na Aleac, a bancada da oposição não entendeu.

Sequer reuniu com os empresários para tirar a prova dos nove.

E foi para a tribuna surtar por uma coisa que já passou…

Parênteses […

Aqui no Acre tem-se o costume de se fazer oposição apenas da tribuna da casa (Aleac ou Câmara de Vereadores).

É preciso mais que isso…é preciso fazer política….]

Foi então que o líder do PT propôs desenhar para que seus colegas da oposição compreendam.

O deputado Loro propôs uma aula…ou seja, desenhar no quadro, por um técnico do governo, o que foi mudado para ver se a oposição cai a ficha.

Assista a proposta de desenho do deputado Loro a seus pares oposicionistas.

Antes só lembrando: empresas não pagam impostos…elas recolhem, viu deputados!

Vídeo: 30 segundos, apenas