Mais Médicos: cinco brasileiros formados no exterior começam a atuar no Acre

AS
Murilo Caldas

Profissionais estão distribuídos em três municípios e um distrito indígena do estado. Em todo o país, são 18.240 médicos levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros

Os profissionais brasileiros com diplomas do exterior do edital 2015 do Programa Mais Médicos iniciam a partir desta segunda-feira (6) as atividades nas cidades em que foram alocados. No Acre, são cinco médicos em três municípios e um distrito indígena. Com a chegada desses médicos, o programa garantirá assistência à saúde de 63 milhões de pessoas em todo o país. No total, são 18.240 médicos em 4.058 municípios, cobrindo 72,8% das cidades brasileiras, e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI).

Com a participação dos brasileiros graduados em outros países, não houve necessidade de convocação de profissionais estrangeiros para esta etapa do Programa. Das 4.139 oportunidades ofertadas em 1.289 municípios e 12 DSEI, os médicos com CRM Brasil preencheram 3.752 vagas ou 90,7% do total ofertado pela iniciativa este ano. As restantes foram todas preenchidas também por brasileiros formados fora do Brasil. No Acre, os 15 médicos selecionados em 2015 estão reforçando a assistência em cinco municípios. Com isso, serão 164 profissionais do Mais Médicos atuando em 20 municípios.

Como ocorreu nos ciclos anteriores do Programa, os médicos com diplomas de instituições estrangeiras foram aprovados na avaliação realizada durante o acolhimento nacional, realizado em Brasília (DF), durante o mês de junho. Antes do início de atividades, os profissionais ainda tiveram uma semana de acolhimento nas capitais dos estados onde foram alocados.  

A expansão deste ano priorizou os municípios com maior vulnerabilidade social e econômica, além de integrar os que já contavam com vagas do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab). O Nordeste foi a região com o maior número de novas vagas, com abertura de 1.807 novas oportunidades. O Sudeste solicitou 1.024 médicos, seguido do Sul (523), Centro-oeste (396) e Norte (389).

(…)

mais medicos