A casta: associação de juízes combinou ações contra jornalistas que divulgaram salários

A casta: associação de juízes combinou ações contra jornalistas que divulgaram salários

 

É o pais das castas (entenda o Brasil das castas aqui nesse magnífico trabalho do professor Nogueira da Unicamp) privilegiadas e sem fim – J R Braña B.

 

Saiu no tijolaço, do Fernando Brito com informação do BuzzFeed.

togas

O site BuzzFeed  veicula um áudio, enviado a colegas por whattsup, onde o presidente da  Associação de Magistrados do Paraná,Frederico Mendes Junior,  diz que disponibilizaria “modelo de ação individual, feito a muitas mãos” para processar jornalistas que revelaram salários de juízes.

É, para além do óbvio, a prova de que parte da corporação – e sua própria entidade – age articuladamente para perseguir jornalistas que não fizeram nada além do que publicar o que, por lei, já é público: a informação sobre os vencimentos de servidores públicos. Que é, afinal, o que juízes são, apesar de muitos deles se considerarem acima da lei.

E o pior é que, desde o início, a trama tem burlas capazes de tornar um inferno a vida dos jornalistas que “ousaram” divulgar os salários de suas excelências, fazendo ações em juizados especiais por toda parte, fazendo com que os coleguinhas tenham, praticamente, de morar numa van para comparecer a  dezenas de audiências em vários municípios do interior paranaense, no que o coleguinha Luís Costa Pinto chamou de bullying jurídico.

Agora, à parte todo o absurdo da situação, há algo cômico na história.

Juiz de Direito precisando de “modelo de petição” é o fim da piada, não é?