Divulgação: Mercado de Duas Rodas: evento reunirá estados do Norte

Divulgação: Mercado de Duas Rodas: evento reunirá estados do Norte

Divulgação:

Evento do mercado de duas rodas no Pará recebe grandes empresas

divulgação laquila
Sede da Laquila no sul do país. Empresa investe no mercado de peças de reposição em 2016

Entre os dias 17 e 19 de junho, acontecerá um evento do setor de duas Rodas na cidade de Marabá, no Pará. Nele, as principais empresas do segmento estarão presentes para gerar novos negócios na região Norte, que de acordo com a pesquisa da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), fatura mais de R$ 12 bilhões por ano.

Grandes empresas como a Laquila, uma das maiores importadoras e distribuidoras de peças e acessórios para motocicletas no mercado brasileiro, participararão do encontro. Estarão presentes também empresários e representantes não só do Pará como do Maranhão, Piauí, Acre, Amazonas, Amapá, Roraima, Rondônia e Tocantins.

Segundo um estudo realizado pelo Departamento de Trânsito do Pará, o número de motos deve superar o de carros em 2018, chegando a 68,46% da frota em 2021. Com o potencial, o objetivo da Laquila é aumentar a demanda dos negócios no Norte e Nordeste, já que possui um centro de distribuição estrategicamente localizado no estado do Ceará. Com ele, a marca pretende aumentar em 35% as vendas nas duas regiões nos próximos meses, principalmente das linhas de peças de reposição, pois de acordo com a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) só em 2015 foram mais de duas milhões de motocicletas usadas ou seminovas vendidas no país, considerado o maior nível desde 2004.“Nosso objetivo é divulgar os lançamentos de peças de reposição com foco em motos de baixa cilindrada, mas também, itens de vestuário e acessórios, que é uma forma de conscientizar o público em relação à segurança”, conta Charlles dos Reis, gerente comercial da Laquila.

No Norte e Nordeste do país, o mercado de peças de reposição se destaca por conta do perfil do consumidor. “Nas duas regiões não existe só o motoboy como profissional que utiliza a motocicleta, mas também encontramos os mototaxistas, que geram um aumento significativo na demanda de serviços de manutenção em relação aos outros estados”, conta Reis.