Segurança pública: Polícia quer reduzir violência até final do ano

Segurança pública: Polícia quer reduzir violência até final do ano

Sugestão de oestadoacre.com: por que não priorizar policiamento com homens/mulheres nas principais esquinas da capital.

No centro e nos bairros.

Com motocicletas/carros a postos…

Ver a polícia na rua gera sensação positiva e de segurança.

E temor para quem pensa agir com violência.

Peru, aqui ao lado, e Argentina fazem muito bem isso.

J R Braña B.

policia

Da AgGov

Governo elabora Plano Tático Operacional de combate à criminalidade

(…)

A proposta consiste no fortalecimento do trabalho ostensivo da Polícia Militar do Acre (PMAC), na área do Segundo Distrito, onde as rondas noturnas já receberam um incremento de 10 viaturas policiais.

Conforme o secretário Emylson Farias, também serão ampliadas as investigações da Polícia Civil na capital, com foco nos crimes de homicídio, tráfico de drogas e roubos.

Os gestores da área destacaram também mudanças dentro do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) durante o anúncio do pacote de ações anunciadas pelo governo.

“Estamos realizando reuniões periódicas com o sistema de segurança para a elaboração desse plano de ação de combate ao crime, que terá a participação do Exército, Polícia Rodoviária Federal, Detran, Corpo de Bombeiros, Sesp, Polícia Civil, Iapen e Polícia Militar”, disse Farias.

Modificações

Uma das propostas do novo plano é a criação de uma força-tarefa de combate e investigação dos homicídios, roubos e tráfico de drogas. Além disso, os gestores estão produzindo um estudo detalhado sobre o reflexo das audiências de custódia no aumento ou não da criminalidade, num articulado com o Ministério Público e o Poder Judiciário.

“Isso é resultado de um esforço muito grande do governo. Nós queremos realinhar o nosso trabalho e colocar em prática novas estratégias para combater o crime de maneira mais firme. Queremos reduzir os índices de criminalidade, até o fim do ano”, completou Emylson Farias.