Queda de DC-3 em Sena: Edvaldo visita local onde perdeu pai há 45 anos(v)

Tragédia de 28 de setembro de 1971

edvaldo-caete1edvaldo-caete2 motor-dc-3-caete

Poucas vezes vi Edvaldo Magalhães tocado sentimentalmente como no sábado, na Boca do Caeté (confluência com o Rio Iaco), em Sena, quando fomos, pela primeira vez (eu e ele) visitar o local onde há exatos 45 anos, aconteceu a maior tragédia da aviação no Acre: a queda de um DC-3, da Cruzeiro do Sul, que matou 30 pessoas, incluindo uma tia minha (Gercineide), o Bispo católico Dom Giocondo e Dilson Magalhães, próspero comerciante do Juruá e pai de Edvaldo, atual presidente do Depasa.

O local, por muitas vezes – foi usado por padre Paolino para rezar as suas missas na comunidade do Caeté.

Paolino adaptou um pedaço de uma das asas do DC-3 para cobrir o seu improvisado altar, que ficava ente uma parte do motor e os dois trens de pouso da aeronave.

Edvaldo (que tinha 06 anos em 1971) diz que pretende ajudar a comunidade (e Sena) a homenagear as vítimas desse terrível acidente.

Gravei um vídeo com Edvaldo…assista…3 minutos:


J R Braña B.