Governo Temer abandona o Acre (segurança nas fronteiras entregue às moscas)

temer

A reclamação do governador Tião Viana por meio de sua conta no FB tem razão de ser: boa parte da droga que entra na região tem acesso pelas fronteiras do Acre, segundo a polícia.

E o responsável pela segurança nas fronteiras do Brasil é o governo federal.

Mas Temer, como se previa quando os golpistas assumissem, abandonou os estados, especialmente estados pobres como Acre, os do Norte e Nordeste.

J R Braña B.



A reclamação de Tião Viana:

No Brasil, há anos, temos um agente letal em franca multiplicação chamado droga. É a mais ameaçadora das epidemias nas últimas décadas, e mata mais que as doenças biológicas.

O combate ao narcotráfico é atribuição constitucional do governo federal. Infelizmente, alheio ao tema. Nem sequer força-tarefa nacional, regional ou local, integrada, temos visto, por parte da União.

A tragédia está aos olhos, no aumento das mortes e dos custos em saúde pública. Famílias destroçadas, gerações perdidas.

Como governador, ofertamos vagas sobrando nas escolas do Acre, nos últimos anos; temos feito o impossível para resistir à crise econômica nacional e assegurar empregos com salários em dia; também, diversificação da base econômica.

Neste mês estamos contratando mais 594 professores para programas especiais, como o “Quero Ler”. Contratamos mais 220 agentes penitenciários e estamos abrindo concurso para agente socioeducativo.

Temos empregado todos os esforços para avançar nas áreas de cultura e esporte, em breve anunciaremos forte transformação em escolas de tempo integral para ensino médio, construindo o modelo com estudantes e comunidades de alunos, professores, servidores e familiares.

A disputa atual do crime do eixo Rio-São Paulo, que tenta expandir sua escuridão para a Amazônia, encontrará o melhor e total esforço nosso e será derrotada no Acre.

Não podemos esquecer que somos cercados pelos maiores produtores de cocaína do mundo: Peru e Bolívia. Povos irmãos que já enfrentam grandes dificuldades com o tema.

Precisamos despertar o grande responsável: governo federal, para o combate a essa tragédia. Estados e municípios não têm essa atribuição constitucional, são vítimas da omissão federal.