Últimas de Sena: pagamento na conta, secretários Tião e Paulo Sérgio…

Dindim

Servidores de algumas secretarias do município de Sena Madureira receberam nesta terça o salário de setembro.

Que boa notícia!

Um deles, de posse de uma cerveja, liga para o blog para informar.

-Recebi setembro!


 

Vai pensar

tiao-lucena
Tião Lucena, empresário-fazendeiro em Sena Madureira

Corre a piada no principado de Sena que o prefeito eleito Mazinho teria convidado o fazendeiro Tião Lucena para assumir a secretaria de Obras.

Mas alertou: salário, Tião, só depois de três meses.

-O quê?!! – exclamou e perguntou ao mesmo Tião.

-Inclusive o meu também – respondeu o prefeito eleito, para ouvir em seguida a condição do fazendeiro.

-Posso pensar? Te dou a resposta até o dia 30.

Qua qua quá!


Limpeza das ruas

O aspecto sujo e mal cuidado de Sena desvaloriza a cidade aos olhos de quem chega.

Será que não dá para limpar as ruas do município?

Recolher o lixo!

Inocente é quem pensa que as coisas não podem piorar ainda mais…


Paulo Sérgio na Produção

O prefeito eleito Mazinho acerta na forma ao convidar o empresário bem sucedido da V-5 para a pasta municipal.

Paulo Sérgio qualifica a equipe da prefeitura, é fato.

No entanto, Mazinho erra no conteúdo exatamente por se tratar de um empresário de sucesso para uma secretaria onde a prioridade é o pequeno e carente produtor rural.

Paulo abriria mão de seus negócios para se dedicar 24 horas em atender à pequena produção do município?

A ver.


Tião Lucena e Jairo Cassiano

Corria o final do ano de 2014.

O então diretor do Depasa em Sena, Tião Lucena, encontra o secretário Jairo Cassiano.

-Jairo, Jairo, me faça um favor, Jairo…só você pode ajudar…

-O quê, Tião?, assusta-se Cassiano.

-Peça ao governador para me exonerar. Não quero mais ficar no Depasa, tenho que cuidar da minha fazenda…Peça, peça, Jairo.

Dias depois, Domingos Barna assume o Depasa…Jairo vai passando e ouve alguém gritando: Jairo, Jairo…

Era Tião Lucena.

-Tá feliz agora, Tião?

-Jairo, Jairo, não pensei que a exoneração fosse tão rápida assim, Jairo..

Qua qua quá!!

J R Braña B.