Inacreditável: Temer confirma isenção unilateral de visto a países que pedem visto a brasileiros

Só um Brazil assim age com tanta subalternidade.

Os EUA exigem visto para que brasileiros entrem no seu país…mas o Temer aceita que os norte-americanos entrem no Brasil sem visto.

Para quê princípio de reciprocidade?

É um governo (?) que desmoraliza o Brasil.

J R Braña B.

visto


no 247

O presidente Michel Temer deu sinal verde à proposta de isenção unilateral de vistos para Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão, pelo período de dois anos, que oferecem baixo risco migratório e têm padrão elevado de gastos em viagens ao Brasil.

Para aprovar a medida, será preciso mudar o Estatuto do Estrangeiro, lei sancionada em 1980 que exige reciprocidade na política de concessão de vistos. A medida deixou de fora a China. O argumento do governo é de que seria difícil o controle migratório para um país com mais de 1 bilhão de habitantes.

Setores do governo contrários à isenção afirmam ao jornal Valor Econômico que dificilmente o Brasil conseguirá evoluir em negociações bilaterais para encerrar a obrigatoriedade de vistos para seus cidadãos, em países como Estados Unidos e Canadá.

“Um exemplo frequentemente citado são as discussões em andamento com o Japão, que exige vistos para brasileiros e concede a autorização de forma muito restrita, apenas pela duração da viagem. O Itamaraty vinha negociando um acordo de vistos com prazo de dois anos e avalia que perde poder de barganha se os japoneses tiverem sua entrada liberada”, diz a reportagem.

Já empresas aéreas e grupos de hotelaria acreditam que a isenção de vistos aumentará o fluxo de visitantes no país já neste ano. “Os resultados aparecem no curto prazo. Nas férias de fim de ano a gente já sentiria efeitos positivos”, afirmou o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz.

O Brasil é o principal destino turístico na América do Sul, com 6,3 milhões de turistas estrangeiros em 2015, mas apenas o quarto nas Américas – ficando atrás de Estados Unidos, que recebem quase 78 milhões de turistas, México (32 milhões) e Canadá (17 milhões).

O diretor geral para o Brasil da Expedia – segunda maior empresa on-line de turismo no mundo -, Rafael del Castillo, avalia que o número de turistas americanos vindo ao Brasil aumentaria imediatamente com a isenção do visto.