Polícia tucana ataca escola do MST em SP (Stédile vai ao Papa) (v)

Como todos sabem, Francisco cancelou viagem que faria em 2017 ao Brasil.

Depois do golpe ele disse Não.

Francisco é a maior autoridade em favor dos direitos humanos na atualidade.

Aos poucos reaproxima a igreja católica dos movimentos sociais.

Ainda bem.

Agora a polícia tucana de São Paulo, do governador Alckmin (que quer ser presidente do Brazil, com z) invade sem mais nem menos uma escola (Florestan Fernandes) do MST,

É o estado de exceção em ação, como diz Tarso Genro.

É daqui para pior, acrescento eu.

Abaixo vídeo com João Pedro Stédile, do MST:


J R Braña B.