Engraçado…votam certo (as panelas soam)…quando votam errado (silêncio!)

abuso-de-autoridade
montagem do ac24horas, que este blog pega emprestado

A desinformação (e a manipulação) é uma moléstia que atinge o Brasil de ponta a ponta.

Terça no senado, os senadores Petecão e GladsonC votaram errado, contra o povo e…silêncio dos paneleiros do Acre e das redes sociais.

E do PiGuinho!

Dias atrás, os deputados Flaviano, Jéssica, Alan Rick e Rocha votaram errado, contra o povo, e aprovaram na câmara, em dois turnos, a PEC 55, que, como tenho dito, ferra o povo (orçamento do Acre de 2017 será igual ao deste ano por conta disso).

Pois bem: agora Flaviano, Jéssica e o Alan Rick resolveram junto com a maioria da câmara pôr um freio no Abuso de Autoridade de juízes e promotores e lá vem os paneleiros das redes sociais outra vez…sem razão.

Ou seja, quando os três aí de cima, mais o deputado Rocha, votaram para ferrar o povo (na PEC 55), os paneleiros das redes sociais do Acre não disseram nada.

Agora, quando eles (Flaviano, Jéssica e Alan) votam acertadamente a lei que evita Abuso de Autoridade a chiadeira vem com toda força.

A câmara não aprovou nada que evite o combate à corrupção pela justiça, que deve ser caçada diariamente, porém dentro da lei e da Constituição.

Justiça não é powerpoint, condenações por convicção ou pela mídia.

Ninguém está acima da lei, nem juízes nem promotores nem o Papa.

O ex-ministro da justiça Eugênio Aragão explica melhor a proposta das 10 Medidas e suas consequências contra a democracia, aqui (leitura obrigatória).

Dos oito deputados federais do Acre, sete votaram contra o Abuso de Autoridade.

Votaram corretamente: Moisés, Angelim, Leo, César Messias, Flaviano, Jéssica e Alan Rick.

Eles votaram em defesa da Constituição, nada mais.

Apenas o deputado Rocha não percebe que votou contra a Constituição e o Estado Democrático de Direito.

Receberá, por isso, o bônus dos que atualmente cultuam somente o ódio e a intolerância da política.

Que o senado preserve a Constituição e refute os abusos de autoridade.

O Brasil não é mais nem é menos corrupto do que qualquer pais do mundo.

J R Braña B.