Flaviano entrega títulos a moradores da zona rural em Sena

Do gab do dep federal Flaviano Melo (PMDB):

Flaviano participa da entrega de títulos de uso sustentável do solo em Sena Madureira

Os moradores das regiões ribeirinhas de Sena Madureira receberam na quinta, dia 2, mais um benefício do Governo de Michel Temer para a produção agrícola. É o primeiro passo do Projeto Nossa Floresta que visa fixar a população tradicional em áreas propícias à sobrevivência através da extração de recursos naturais. A iniciativa também inibirá a ação de grileiros garantindo a posse de terra às comunidades tradicionais. O evento aconteceu em Sena Madureira com a presença do deputado federal Flaviano Melo (PMDB), do prefeito Mazinho Serafim (PMDB), da superintendente da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), Luciana Videl e do deputado estadual Chagas Romão (PMDB).

“A instrução do presidente Michel Temer é que quanto mais títulos entregamos aos moradores da zona rural, mais cidadania estaremos promovendo para quem mora longe dos grandes centros. Por isso a importância do trabalho da SPU que terá apoio do Governo Federal e municipal de Sena Madureira. Esse projeto prestigia as mulheres que terão preferência para receberem os títulos. Já dizia o antropólogo Darcy Ribeiro, que a terra tem que ser dada para quem pari nela. O homem vai embora, mas as mães permanecem para criar os seus filhos,” afirmou Flaviano Melo.

O parlamentar também garantiu que dará todo o apoio técnico e político para que as equipes da SPU estendam esse trabalho para todas as regiões do Acre. “No planejamento de 2017 haverá entregas de títulos para ribeirinhos da boca do Macauã, Caeté e Yaco em Sena. Mas as perspectivas são que esses títulos de uso sustentável do solo aconteçam em todos os municípios acreanos. Essa primeira entrega de 27 títulos é só um passo de uma longa jornada de valorização das famílias tradicionais rurais acreanas que poderão sonhar em produzir em segurança nessas terras sem o assédio de especuladores,” reforçou o deputado federal.

(Domingos Sávio)