Leo Rosas (governo): oposição deixou fechar a BR-364 para o juruá

Após o golpe a oposição prometeu recuperar a BR-364, até Cruzeiro – e nada.

A afirmação é de Leo Rosas, porta-voz do governo do Acre na sua conta do FB:

O trecho entre a capital e Sena também está indo para o beleléu.

Uma viagem nos 140 km, antes feita com tranquilidade em 90 minutos, agora não sai por menos de 180 minutos.

J R Braña B.

Porta-voz do governo do Acre no facebook:

Não foi por falta de aviso, mas preferiram negligenciar. Como era esperado, a BR-364 para Cruzeiro do Sul fechou.

Andei muito na rodovia desde 2011, quando o governador Tião Viana anunciou que a “espinha dorsal” do Acre nunca mais fecharia.

E Tião Viana trabalhou muito para honrar a palavras. Várias foram as idas na BR. Diversas foram as viagens e brigas por recursos a Brasília.

Em 2014, a BR passou a ser cuidada pelo DNIT. Infelizmente, optaram por desconsiderar a importância do limite de pesos para atender aos interesses de comerciantes inescrupulosos. E deu no que deu.

Mas, mesmo a rodovia estando sob a responsabilidade de um órgão federal, Tião Viana não ficou despreocupado. Em 2015, conseguiu R$ 80 milhões para obras emergenciais.

Ano passado, antes de ser covardemente golpeada, a presidenta Dilma Rousseff assegurou outros R$ 230 milhões.

Dilma foi arrancada covardemente do poder. Aqueles que apoiaram o golpe foram a Cruzeiro do Sul, dentre ele o senador Gladson Cameli, prometer muito trabalho e uma rodovia perfeita. Não foi o que se viu.

(…)