Lixão de Sena: mais dois verões com a urubulândia (mais mídia oficial)

O prefeito Mazinho Serafim promete acabar com o lixão do principado em dois verões.

O município precisa de 6 milhões para pôr em funcionamento o Aterro Sanitário.

Exatamente por isso que os dois últimos prefeitos não conseguiram concluir o lixão (faltaram os recursos).

Não foi porque não quiseram fazer.

Nesta segunda, Mazinho Serafim visitou o local.

E o melhor da visita é esta foto abaixo.

O MP acima, literalmente – da prefeitura e do prefeito…que foi eleito, goste-se dele ou não, democraticamente e pelo voto popular.

J R Braña B.


De responsabilidade da PSM:

Prefeito Mazinho Serafim visita obras e garante que resolver o problema do lixão da cidade será sua prioridade  

O prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (PMDB), visitou na tarde da última quinta-feira (9) o local onde deveria funcionar o aterro sanitário do município, mas que hoje funciona na verdade como um “lixão a céu aberto”, sem qualquer tipo de controle adequado.

Mazinho acompanhou a obra de melhoria do lixão do município, o processo começou agora no inverno, mas os serviços se prologarão por todo período do verão. O gestor municipal conversou com a equipe que está trabalhando no local e classificou a situação como sendo um dos grandes desafios para a gestão.

Segundo o prefeito, a equipe está muito dedicada realizando um trabalho pesado no local. “Com ajuda de um maquinário de trituração reduziremos o lixo em 30%, logo depois abriremos valas e enterraremos todo o lixo em camadas de lonas protetoras”, destacou Mazinho.

Além disso, o prefeito adiantou que uma parceria com o Ministério Público e o IMAC está sendo realizada para dar um fim no ‘lixão’ do município, até que se possa ser implantado um novo aterro sanitário. O prefeito ainda destacou que um novo aterro sanitário hoje custa em torno de 6 milhões de reais, sem possibilidade para a realização da obra para o município no momento.

“Vamos fazer o que puder para cobrir esse lixão e acabar com a vergonha que está na entrada da nossa cidade. Estamos trabalhando em todas as áreas, mas essa obra será prioridade, no prazo de dois verões 2017/2018 resolveremos todo esse problema do lixo aqui e a população não irá mais ver esses entulhos na entrada da cidade.”

O lixão do município de Sena Madureira vem sendo pauta de várias reportagens na imprensa, que mostram o descaso no qual questão do lixo urbano fora tratada até então no município. Em um dos muitos flagrantes registrados pela imprensa local foram encontrados fetos de animais e lixo hospitalar descartados de forma inadequada.

Há vários anos os governos e entidades do setor vêm tentando por em prática um conjunto de legislações que instituem a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Apesar dos esforços, pouco se avançou e a principal dificuldade elencada pelos gestores em todos os níveis é que faltam recursos para a instalação dos tão esperados aterros sanitários.