Fim da CLT de Vargas: pressão muda voto de três deputados do Acre

A última conquista social da Era Vargas foi derrubada pela câmara do dinheiro (como diz a Carta Maior) na noite de quarta-feira.

No Acre apenas dois deputados federais votaram com Temer – Flabiano`(pmdbêê) e César Messias (psb) – …até tú, César?!).

Os deputados Leo e Angelim (pt) e Moisés (pcdb) mantiveram seus votos contrário (Não) ao Fim da CLT.

Jéssica (pmdb), Rocha (psdb) e Alan Rick (prb), depois da pressão dos eleitores mudaram seus votos das primeiras votações e se posicionaram corretamente votando Não à terceirização.

Não adiantou.

Por 231 votos a favor, 188 contra e 8 abstenções o PL 4302/98 (Terceirização) foi aprovado na câmara do dinheiro, o que permitirá a terceirização nas atividades fim e meio.

Os votos do Acre:

J R Braña B.

Em tempoDeputados aprovam Fim da CLT e os trabalhadores não estão nem aí