A maré tá pra peixe na Semana Santa na capital

AgGov:

Orgulhoso, segurando um tambaqui de 15 quilos, Arildo Toquerto não controla o sorriso de felicidade com o seu trabalho. “Como que segura um peixe sem fazer careta, faz até pena matar uma relíquia dessa”, brinca o piscicultor que há mais de dez anos está desenvolvendo a aquicultura, ao lado da esposa e dos filhos, na pequena cidade do Bujari, a 25 quilômetros da capital Rio Branco.

(…)

Arildo e seus pares se juntaram aos 50 produtores familiares, 28 piscicultores e 11 empreendimentos da economia solidária e empresas privadas, com a expectativa de comercializar 90 toneladas de peixe e 215 toneladas de produtos hortifrutigranjeiros entre os dias 12 a 15 de abril. “A Semana Santa é um ponto extra da piscicultura. Todo mundo conta com esses dias, é quando se vende mais peixe no mercado”, afirma.

(…)