Taxistas intermunicipais: sem política correta, ficam a mercê dos políticos

Trabalhadores desesperados pela sobrevivência, sem sindicato classista – a tendência é perderem o rumo e a cabeça… o Norte das coisas.

E o pior: o Norte da luta.

Esse movimento de hoje em frente à Aleac é apenas consequência de como as coisas são mal resolvidas numa questão nem tão complexa assim.

Resultado: taxistas da capital brigando com taxistas dos municípios por disputa de passageiros e circulação em Rio Branco.

Agora é correr atrás do prejuízo.

Os trabalhadores taxistas que vendem viagem entre os municípios e a capital já estão envenenados…

E vejam que a Uber e o Cabify nem chegaram por aqui ainda.

O deputado Rocha, tucano, que não é bobo nem nada, ocupou o espaço vazio e tá deitando e rolando…

J R Braña B.