Seca no Rio Acre: governo decreta Estado de Emergência

Da AgGov:

O governador Tião Viana decretou Situação de Emergência por Estiagem em três municípios do Acre na sexta-feira, 25. A publicação consta na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) e atende às recomendações expressas do relatório produzido pela coordenação da Defesa Civil Estadual.

O documento reúne informações de vários órgãos estaduais e federais de monitoramento, controle e preservação do meio ambiente. A medida governamental leva em consideração a escassez de chuvas, registrada em sua maior parte nos meses de agosto, setembro e outubro.

(…)

O estado vive um dos períodos mais secos da história. O Rio Acre, afluente responsável pelo abastecimento de várias cidades do interior e capital, estava com 1,98 metro na manhã de hoje (ontem).

O Decreto de Emergência se estende aos perímetros urbano e rural de Brasileia, Porto Acre e Rio Branco, perfazendo um total superior a 418 mil habitantes. A medida autoriza o Estado a tomar medidas excepcionais para contratar serviços e executar intervenções indispensáveis.

“Esse decreto é essencial para que, caso necessário, possamos adotar outros procedimentos que garantam o abastecimento. Algumas regiões próximas à capital sofrem com a escassez de água e o poder público tem que suprir as necessidades dessa população”, disse Miguel Félix, superintendente do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) em Rio Branco.