Argentina: presidente agradece polícia pelo massacre contra o povo

Inacreditável, mas é verdade.

O presidente Temer…ops, Macri, da Argentina, agradeceu o desempenho da sua polícia na jornada de segunda feira, quando se verificou uma violência descomunal contra os trabalhadores em protesto contra as reformas trabalhistas e previdenciárias.

-No se pueden imponer las ideas con violencia, declarou Macri, como se suas medidas não fossem impostas e asseguradas pelo aparato policial e com violência.

O discurso do presidente argentino sobre as reformas é o mesmo dos golpistas do Brasil…compare:

-Cambios que hay que hacer. Los tengo que hacer. Porque si no, no va a haber futuro. No hay magia. Cada uno tiene que poner su granito de arena (Mudanças tem que acontecer. Porque senão, não haverá futuro. Não há mágica. Cada um tem que contribuir com seu grão de areia).

O ‘Cada um’ de Macri/Temer…são os trabalhadores, claro…porque aos ricos, lá como aqui, não se pedem sacrifícios.

Bem escreveu uma jornalista argentina (Nora Veiras) hoje no Página 12:

La mentira serial chocó en la madrugada con un pueblo en la calle. Algo nuevo se percibe (a mentira em série chocou durante a madrugada com um povo nas ruas. Algo novo se percebe).

J R Braña B.

——

Mais BraZil…: