Brasil é o 3º país que mais usa automação de marketing no mundo

O marketing digital é uma ferramenta poderosa para as empresas poderem vender online, mas também fisicamente como já ficou comprovado em diversas ocasiões.

marketing

Sendo um mercado que está em constante mudança e evolução como consequência de todos os desenvolvimentos tecnológicos, existem sempre diversos indicadores e inovações que têm que se acompanhar se se pretender usar corretamente essa ferramenta.

O Brasil, nesse quesito, é um dos países mais ativos na indústria do marketing e de acordo com informação recolhida pela Datanyze, o Brasil é mesmo o 3º país que mais usa automação de marketing nos seus processos. Automação de marketing pode ser definida, de forma simples, como as ferramentas e os recursos usados para automatizar as ações de marketing em determinado momento ou situação, por uma organização. Um bom exemplo de automação de marketing são as mensagens automáticas que após o envio de um e-mail recebemos a dizer que nos irão contactar assim que possível ou até um lembrete de coisas que colocou em seu carrinho de compras online e nunca chegou a finalizar a compra. Esses são alguns dos exemplos práticos e que demonstram que a automação pode fazer a diferença junto de um consumidor ou cliente final e também economizam bastante tempo e dinheiro às empresas que as usam. Claro que para ser bem-sucedido, o processo de automação tem que ser aplicado corretamente, e isso só é possível se conhecer bem o mercado e se tiver a certeza que determinado processo pode ser automatizado.

Ou seja, a automação de marketing permite analisar dados, alcançar o cliente e segmentar sua oferta e serviço de forma mais simples, rápida e econômica. E, por isso, é algo que é tão importante nos dias que correm num mercado que é cada vez mais concorrido e explorado ao limite. Para o Brasil ficar em 3º lugar, apenas atrás dos Estados Unidos e do Reino Unido, é uma notícia fantástica do que vem sendo feito em termos de marketing digital.

Essa é apenas uma das estratégias de marketing que vem sendo amplamente trabalhada mas estão surgindo outras a um nível ainda mais profundo. Para ter uma noção, existe mesmo já um avanço significativo em neuromarketing, por exemplo. O neuromarketing é uma nova área do marketing que utiliza tecnologias médicas, como a Ressonância Magnética Funcional, para estudar a resposta do cérebro aos estímulos de marketing. Ou seja, usando a ressonância é possível observar e medir que partes do cérebro reagem a determinados estímulos e porquê. Isso é muito útil para avaliar a preferência de um consumidor, por exemplo, uma vez que, perguntando diretamente se um cliente gosta de determinado produto, pode nem sempre levar a uma resposta honesta e verdadeira. Com essa ferramenta é possível segmentar a comunicação de uma forma muito mais eficaz para o consumidor, estimulando exatamente o que irá mexer com ele. Ainda se encontra numa fase inicial, mas já vem sendo usada por algumas empresas com resultados muito positivos.

O que podemos concluir com isso tudo é que a evolução do marketing digital é chave para o sucesso negocial e dos mercados num país. Ao mesmo tempo, a presença de grandes marcas é também mais eficaz se houver informação segura e exata sobre o que resulta ou não. Com essa classificação do Brasil em automação de marketing, o Brasil não só é um país e um mercado bom para se investir, como consegue dar resposta a várias alterações. O sucesso do marketing digital é já, e será cada vez mais, a chave para negociar online e com o poder e potencial do mercado digital só poderemos esperar um aumento nesse setor.