Ministério Público do Tr. quer impedir demissões na Embraer

O Ministério Público do Trabalho notificou a Embraer e a Boeing, cobrando adoção de “salvaguardas trabalhistas” em um eventual acordo comercial entre as duas companhias. O objetivo é impedir que haja demissões em massa, caso a companhia nacional tenha o controle transferido à multinacional norte-americana.

embraer

O documento também recomenda que as empresas prestem informação aos Sindicatos sobre o acordo comercial, negociando com as entidades dos trabalhadores da Embraer soluções aos possíveis impactos das negociações em andamento.

Atualmente, a fabricante nacional de aeronaves tem 18 mil funcionários. As empresas têm o prazo de 15 dias para informar sobre o cumprimento da recomendação.

O vice do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Herbert Claros, disse à Agência Sindical que a iniciativa do MPT é importante, pois a venda da Embraer para a Boeing ameaça gravemente os empregos, direitos e o futuro das plantas no Brasil.

(…)