IBGE: 24,7 milhões de desempregados e subempregados

# desemprego

No Brasil do golpe, os números do caos social aterrorizam: 27,7 milhões estão sem trabalho ou em subempregos.

Na capital do Acre, até crianças voltaram a passar o dia nas esquinas tentando um trocado com os motoristas que param nos semáforos.

desemprego
Mais da metade da bancada do Acre (incluindo as duas casas) é responsável também por essa situação

247 com informações da agência brasil – Contrariando o discurso oficial propalado pelo governo Michel Temer sobre a retomada da economia e do emprego, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que a subutilização da força de trabalho chegou a 27,7 milhões de trabalhadores (24,7%) no primeiro trimestre. A taxa é a mais alta da série histórica iniciada pelo IBGE em 2012. O Brasil registra atualmente 13,7 milhões de desempregados.

Ainda de acordo com dados da Pnad Contínua Trimestral o desalento alcançou 4,6 milhões de pessoas. A taxa de 4,1% é também é a mais alta da série histórica.

Conforme o IBGE, os menores percentuais de trabalho com carteira assinada foram registrados no Nordeste (59,7%) e Norte (62,9%). Já o maior índice foi verificado no Sul (83,3%).

(…)