CNTE: Dia Da Denúncia (DDD) contra proposta excludente do MEC

# cnte nota

cnte
Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação

Dia da Denúncia (DDD) 02 de Agosto de 2018:

O problema da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) do MEC Golpista é de concepção, não adianta remendar.

São mais de 500 páginas e eles dedicam meio dia para discutir nas escolas. Isto é fazer de conta que é democrático, para fingir que teve a participação dos professores e das professoras. Não é desta forma, (um dia D) que exigimos a nossa participação. Exigimos participar desde a concepção da proposta e isto nos foi negado.

A CNTE vai transformar o dia D do MEC em dia da D enúncia contra mais está forma de privatizar e limitar o acesso ao ensino médio.

Hoje vamos divulgar uma carta aos Profissionais da Educação para contribuir na luta pela revogação da Lei A Lei 13.415, que cria um verdadeiro apartheid socioeducacional, instituindo, de um lado, escola para ricos e classe média alta e, de outro, escolas para pobres e classe média baixa. É uma lei que institucionaliza a desigualdade e, portanto, a sua BNCC cumprirá o papel de atender a esses princípios privatizantes e de exclusão social.

Sigamos firmes na luta pela rejeição desta BNCC Golpista!

Heleno Araújo
Presidente da CNTE