Polícia desmonta esquema de droga sintética na capital

# drogas polícia acre

droga
Foto: polícia civil

Sesp Comunicação

A Delegacia de Repressão a Entorpecente (DRE) da Polícia Civil prendeu três pessoas em flagrante na noite de sexta-feira, 17, durante uma operação no bairro Tropical, em Rio Branco. Em posse da quadrilha, foram apreendidos mais de R$ 60 mil em skunk [maconha modificada geneticamente e cultivada em estufas], LSD [Dietilamida do Ácido Lisérgico, traduzido do inglês] – droga sintética produzida em laboratório -, além de cocaína refinada e dinheiro em espécie.

Segundo a DRE, a investigação vinha desde o início do ano. O delegado que coordenou a ação, Pedro Resende, explica que há um bom tempo a Polícia Civil buscava identificar quem fornecia essas drogas para baladas e raves organizadas em Rio Branco.

(…)

Sem cheiro ou aspecto incomum, o LSD é um papel com substâncias químicas preparadas em laboratórios, se tornando fácil de esconder. Cada pequeno bloco, pode custar entre R$ 20 e R$ 50, dependendo do local onde ocorra a festa. Só dessa droga, a DRE estima que o total apreendido durante a operação ultrapasse os R$ 18 mil.

(…)

Em tempo: A polícia do Acre faz a sua parte…porém, as fronteiras estão abertas…é como enxugar gelo…E o governo federal, nada… – oestadoacre