O que há de mais importante a fazer agora (ao PT, PCdoB, Psol, PSB…)

# eleição acre

pt
Filosofonet

(MDB, PSDB e PP acreano vão apoiar o candidato do medo e do ódio)


Não há nada mais importante a fazer nos próximos dias para o PT, PCdoB, PSol, PSB, PDT e os democratas de todos os partidos do Acre que não seja arregaçar as mangas e defender a candidatura de Haddad presidente.

Poderia ser o Ciro, o Boulos, o Alckmin ou até mesmo Temer…contra o fascismo você tem que estar ao lado da democracia mesmo que você não goste do candidato ou do partido dele.

Os democratas não podem se omitir neste momento.

Bolsonaro é uma ameaça à liberdade das pessoas e um perigo ao nosso país, já tão aviltado nos últimos dois anos…

Saibam os partidos da esquerda do Acre que a campanha mais importante ainda não acabou!

Maioria de jovens eleitores do Acre nunca debateu política nas escolas, nas famílias e em grupos sociais…por isso mesmo esta maioria é presa fácil para ideias atrasadas, preconceituosas e completamente envenenadas de sociedade…

Ao PT, especialmente, cabe uma grande responsabilidade agora:…conduzir a campanha de Haddad (o candidato da civilidade, do emprego, da inclusão para todos).

O Acre não pode ficar assistindo o debate nacional pela tv ou internet…tem que se posicionar…ganhar as ruas…

A oposição (MDB, PSDB, PP locais) já avisou que vai se lambuzar com Bolsonaro…

Hoje, vejam só, a deputada Eliane Sinhasique, (do MDB de Ulisses Guimarães) disse da tribuna da Aleac:

-O MDB nacional decidiu apoiar Haddad, mas nós do Acre não nos misturamos com os petistas!

É inacreditável…!

Ela não quer conversa com o PT, com a esquerda, com os democratas, mas se mistura e se lambuza com o fascismo, com a intolerância contra nordestinos, negros, índios e contra mulheres como ela…

Ainda bem que essa deputada não conseguiu se reeleger…um atraso a menos para a política do Acre.

Vejam como é urgente os partidos acima citados começarem a agir no Acre.

Não há mais tempo a perder…

O resultado eleitoral mais importante para todos é a eleição presidencial.

E o Brasil precisa derrotar a barbárie que se avizinha…

O Acre não pode ser esse cenário de ódio expressado nas urnas em favor do candidato representante do mal no primeiro turno.

O extremismo não é o caminho para o Acre nem para o Brasil.

Haddad é o equilíbrio social e o verdadeiro candidato de centro.

J R Braña B.


Antes publicamos…:

Caf: com quantos linchamentos se faz um Bolsonário? (vídeo)