Pena reduzida: Lula segue preso e as provas não aparecem

stj lula #

Uma luz se avista para a liberdade de Lula após redução de pena pelo STJ….não é garantia….porque, como diz Leonardo Boff, a ‘decisão de soltar Lula não está Brasil…’ – J R Braña B.



STJ fez “conta de chegar” para limpar a barra do STF

Por Fernando Brito (tijolaço)

stj

O roteiro parece estar claro.

Com a confirmação da condenação de Lula no Superior Tribunal de Justiça, dá-se ao Supremo Tribunal Federal uma “saída honrosa”, embora, claro, sem a menor honra.

Agora, a tendência é que se reconheça a “legalidade” da prisão se esgotado o recurso no STJ, mesmo pendente recurso ao próprio STF.

Ao mesmo tempo, sob a pressão moral de ter de referendar uma ignomínia, a condenação de Lula sem provas, reduz sua pena, para que a adoção de um regime semiaberto – possivelmente até domiciliar – fique num horizonte visível.

Apascenta, assim, as almas vis que se acumpliciam a isso.

A exatidão da redução, para 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, numa exatidão que revela o evidente “acerto” entre as “consciências”.

Quatro ministros, nenhum dia de diferença.

Na sala da sessão, só uma pessoa se ruborizou com o acordão. Mas estava imóvel, pendurada na parede.


dinheiro