Sem parabrisa carro do governo ameaça atropelar gestão passada

retrovisor gov #

Release/acusação ao governo passado parece mais um boletim de ocorrência policial, o tal do B.O…faz sentido.


ANGA (governo do Acre)

parabrisa



Major Rocha recebe diagnóstico de secretarias e órgãos do Governo

 

‘…não vamos ficar de braços cruzados…’

(…)

O governador do Acre em exercício, Major Rocha, recebeu na tarde desta terça-feira, 30, o diagnóstico detalhado da real situação em que se encontram as secretarias e demais órgãos do Estado. A apresentação foi feita pelos próprios gestores das pastas que identificaram uma série de irregularidades cometidas, insistentemente, por governos autoritários que não tinham nenhum compromisso com a administração responsável do Poder Executivo.

(…)

Gestão passada desobedece limite de gastos públicos e Acre terá que devolver R$ 200 milhões ao Governo Federal

Na Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) foram identificadas despesas que, além de não serem devidamente registradas, não foram quitadas por insuficiência financeira. A mais grave infração registrada na pasta foi o desdém da gestão passada em não cumprir o limite estabelecido pela Secretaria do Tesouro Nacional no que se refere ao teto de gastos públicos. Por conta desta falta de comprometimento, o Estado do Acre terá que devolver R$ 200 milhões aos cofres da União, acentuando, ainda mais, a crise já existente.

(…)

Na Educação, diárias de funcionários públicos eram pagas com empréstimos

Umas das medidas adotadas pelo secretário Mauro Sérgio Cruz ao assumir o comando da Educação foi a solicitação ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) de um relatório sobre os gastos com a merenda escolar na Rede Pública de Ensino, onde há probabilidade de constatação de irregularidades cometidas nos últimos anos.

Cruz disse ainda que 20 mil cartilhas e outros 20 mil uniformes do programa de alfabetização ‘Quero Ler’, criado na antiga gestão, foram encontrados armazenados em um galpão. O titular da pasta revelou ainda que diárias estavam sendo pagas aos servidores com empréstimos realizados junto ao Banco Mundial.

(…)

Durante a reunião, Major Rocha citou algumas situações suspeitas realizadas pela administração passada, como, por exemplo, a aquisição de R$ 41 mil em sacos para lixo e outros R$ 13 mil em aromatizadores de ambientes somente para o gabinete da vice-governadora.

(…)

Vice-Governador Rocha:

“Tínhamos noção do que iríamos encontrar, mas a situação é bem mais grave do que imaginamos. Quero deixar bem claro que essa responsabilidade não é nossa e não vamos ficar de braços cruzados. A minha orientação é que devemos acionar o Ministério Público e outras instituições fiscalizadoras para que esta culpa não recaia sobre nós”, pontuou.



Em tempo:
fala do vice acima é uma AMEAÇA à gestão do PT/PCdoB/PSB/PDT/…

Em tempo 2: compra-se retrovisor…inclusive usados…dirigir-se à….

Em tempo 3: quatro meses de governo em 2019 (fora outubro, novembro, dezembro de 2018 que, somados, dão 07..)

J R Braña B.


dinheiro