The Intercept afunda reputação do ‘heroi’ Moro (mais mgs reveladas)

a quadrilha de moro #

Juiz não pode manter conversas reservadas com uma das partes do processo…muito menos orientar como ferrar a outra parte, no caso ferrar Lula….juiz orientar uma das partes é crime previsto em Lei. É esse o crime de Sérgio Moro, cometido quando era juiz federal.

The Intercept revela mais mensagens ilegais (inconstitucionais) entre o então juiz Moro e a acusação dos procuradores da Lava Jato

Horas depois do primeiro depoimento de Lula, o então juiz procurou o Ministério Público para sugerir nota à imprensa que esclarecesse “contradições” do petista.

Um trecho do chat privado entre Sergio Moro e o então procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima mostra que o ex-juiz pediu aos procuradores da Lava Jato uma nota à imprensa para rebater o que chamou de “showzinho” da defesa de Lula após o depoimento do ex-presidente no caso do triplex do Guarujá. O conteúdo faz parte do arquivo As mensagens secretas da Lava Jato.

Os procuradores acataram a sugestão do atual ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, em mais uma evidência de que Moro atuava como uma espécie de coordenador informal da acusação no processo do triplex. Em uma estratégia de defesa pública, Moro concedeu uma entrevista nesta sexta-feira ao jornal o Estado de S. Paulo onde disse que considera “absolutamente normal” que juiz e procuradores conversem. Agora, está evidente que não se trata apenas de “contato pessoal” e “conversas”, como diz o ministro, mas de direcionamento sobre como os procuradores deveriam se comportar.