Governo nega liberação líder sindical da Saúde

governo sintesac #

E lembrem que esse sindicato da saúde, demonstrando visão míope de classe – viveu ilusão com a candidatura de GladsonC, do PP…

É o que dá sindicato de trabalhadores apostar fichas em governos de empresários e sem vínculos com a luta social….

Aí a consequência…

abaixo, a nota-denúncia do Sintesac:

sintesac

Adailton Cruz (foto acima), presidente do Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Acre – SINTESAC, é um dos únicos líderes sindicais do estado, se não o único, que exerce o mandato sindical, em paralelo a sua jornada de trabalho na emergência do Pronto Socorro de Rio Branco, mesmo tendo esse direito líquido e certo garantido no estatuto do servidor (lei complementar n° 39/93), teve seu pedido de licença para exercer o mandato, e se empenhar ainda mais nas demandas sindicais e dos trabalhadores em saúde, NEGADO pelo governo CAMELI, em uma clara ação retaliativa ao trabalho que o mesmo realiza e ao enfretamento que temfeito, em busca de melhorias salariais, condições de trabalho e na qualidade da assistência em saúde aos acreanos.

O governo do estado por meio da PGE, SGA e SESACRE negaram o pedido, de forma intencional e protelatória, com vistas a prejudicar um eventual movimento grevista, e uma atuação ainda mais combativa, com uma argumentação  descabida,  inverídica e desnecessária de que o sindicato
não tem registro ativo, fato improcedente e descabido.

Adaiton Cruz, que nunca usou este direito, até a presente data, requisitou no atual governo, justamente para ter mais tempo no desempenho das ações sindicais e evitar perseguições dos gestores, e contribuindo ainda mais em todos os movimentos sindicais em âmbito estadual, e garante que independente disso seu empenho continuará o mesmo.


Ajjude a manter oestadoacre…fulcral na mídia do Acre