Maternidade transfere bebês após foco de incêndio em parte externa do prédio

A direção da Maternidade Bárbara Heliodora precisou transferir, na noite de quarta-feira, 7, cerca de 25 bebês que estavam sob cuidados do hospital na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal e Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) Neonatais. As crianças foram retiradas do local logo após ser identificado foco de incêndio na área externa do prédio onde se localiza a Usina de Oxigênio.

maternidade_O governador Tião Viana esteve no hospital e frisou que todos os bebês e seus acompanhantes estavam internados em outras unidades de saúde adequadamente. “Graças a Deus, todas as crianças estão protegidas. São 18 crianças na UTI do Santa Juliana, cinco no Huerb [Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco] e duas na UPA [Unidade de Pronto Atendimento] do Segundo Distrito. Nenhumas das crianças teve agravamento nos seus quadros clínicos”, adiantou o governador.

Tião Viana afirmou que o incidente gerou um “grande susto” em toda a equipe, mas que a situação já esta sob controle e o problema no compressor de oxigênio foi solucionado cerca de 30 minutos depois.

“As equipes médicas que prestam atendimentos a essas crianças aqui estarão nos hospitais para onde foram transferidas para dar cuidar e dar todo apoio”, declarou Tião.

Voluntariado que ajudou a salvar vidas – Equipe de servidores do hospital, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e voluntários foram fundamentais para a remoção rápida e segura dos bebês que estavam internados na unidade de saúde pública.

“Quero muito agradecer aos voluntários. Vieram muitas pessoas em seus próprios carros, médicos e enfermeiros saíram de suas casas e vieram prestar solidariedade. Então, esse é um momento que todos agiram bem e nenhuma vida foi perdida”, acrescentou o governador.

Voluntários auxiliaram no transporte de equipamentos hospitalares – A coordenadora do Samu, Lúcia Carlos, ressaltou que toda a transferência se deu como medida de segurança. “Foi acionado de imediato o Samu e vieram todas as seis viaturas para fazer as remoções. Tudo está sob controle, e agora nós vamos aguardar a perícia para saber quais foram as causas desse incêndio”, declarou.