Hospital desmente Sindicato dos Médicos de que vai faltar médicos em Sena

O diretor técnico do Hospital de Sena Madureira, José Hassem Hall Neto, divulga nota em que desmente informação do presidente do Sindicato dos Médicos (leia informação do SindmedAC abaixo) que o município sofrerá no mês de dezembro por nove dias com a falta de médicos. A nota abaixo foi enviada a oestadoacre.com pela Secretaria de Estado de Saúde, por meio da secretária Suely Melo.

Leia a nota abaixo: 

‘Em resposta a matéria veiculada na presente data, Eu, José Hassem Hall Neto, médico, Diretor Técnico do Hospital João Cancio, venho a público informar que houve um equivoco notório, no que diz respeito ao teor das afirmações contidas na matéria em questão, no sentido de afirmarem veemente que não haverá médicos, por 09 dias na escala do mês de dezembro. Assim, informo a quem possa interessar, que a escala do mês de dezembro, ainda NÃO foi elaborada, sendo impossível afirma ou prevê a falta de profissionais médicos nesse período, como ora informado pelo respeitado jornal.

‘É importante frisar que a Equipe médica deste Hospital, vem trabalhando arduamente para oferecermos um serviço de qualidade aos usuários do SUS. É no que concerne à escala dos meses anteriores e de novembro, temos diariamente 02 (dois) médicos, plantonistas de 24hs, bem como, 01 (um) médico de sobreaviso, garantindo assim, a eficiência, e a qualidade das ações do governo em consonância com a Sesacre.

‘É de total relevância e plausível as reivindicações do Sindmed, no tocante as contratações de novos profissionais como forma garantidora do aprimoramento na qualidade dos serviços de especialidades, junto a Sesacre. Assim, a Secretaria, juntamente com o governo, já está tomando todas as medidas e precauções pertinentes aos casos em questão, prova disso é o concurso, dentre inúmeras outras ações em prol da população.

Jose Hassem Hall Neto – Diretor Técnico Hospital João Câncio Fernandes, de Sena Madureira

——————————————————

Informação do Sindmed-AC divulgada na imprensa da capital

Hospital de Sena Madureira não consegue fechar a escala de dezembro

O Hospital João Câncio Fernandes de Sena Madureira ficará sem médicos por nove dias do mês de dezembro. Em outros plantões serão realizados apenas durante o dia ou na parte da noite, sendo que em alguns casos apenas um clínico geral fará o atendimento.

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), José Ribamar Costa, a instituição tem características hospital geral, ou seja, seria importante a presença de mais dois profissionais por plantão: um obstetra e um cirurgião geral.

“O local abrange uma população estimada de 40 mil pessoas, onde surgem demandas de natureza cirúrgica e casos de parto, por isso os clínicos ficam sem ajuda especializada”, afirmou o sindicalista.

O Sindmed já realizou por diversas vezes reclamações formais a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), que até o momento não resolveu o problema.

“Até a contratação dos médicos aprovados no concurso, a Sesacre poderia enviar médicos de Rio Branco para complementar o quadro do hospital que também recebe pacientes de outros municípios”, afirmou o sindicalista.

O presidente do Sindmed afirmou que a situação gera risco a população e, também, ao profissional que pode ser responsabilizado em caso de erro, sendo que o a responsabilidade original é dos gestores que até o momento se negam em garantir serviços de qualidade.

“O médico tenta atender a todos, mas é humanamente impossível atender mais de cem pacientes por dia, realizando cirurgias e partos sem o apoio de um colega e sem uma estrutura apropriada, tudo por culpa de gestores”, protestou Ribamar Costa.