Rio Branco, Brasileia, Xapuri, Mâncio e Jordão… nem tudo está perdido no Acre!

resistencia

No terremoto de ódio que vive o Brasil após golpe contra uma presidente que não cometeu crime, os resultados das eleições municipais transformam o Brasil numa nação perigosamente conservadora, pior, num país que não valoriza a democracia e as diferenças políticas.

No Acre, o conservadorismo e o atraso venceram na maioria das cidades.

Sobraram, felizmente, lucidez e consciência crítica profunda aqui em Rio Branco, na sobrevivente Brasileia, na histórica Xapuri, na simpática Mâncio Lima e na indígena (e longínqua) Jordão.

Nem tudo está perdido.

São essas as cidades do Acre da resistência democrática.

J R Braña B.

PS atualizado às 12h06min: E o Bujari, que elegeu o prefeito Romualdo, do PCdoB