FBrito: O silêncio cúmplice da mídia frente à armação Moro-Dallagnol contra Lula

fermando brito #

Por Fernando Brito (tijolaço)

sem

Site revela troca secreta de mensagens entre Moro e Dallagnol no caso do triplex“; “Mensagens em aplicativo mostram Moro e dallagnol combinando acusação a Lula“; “Moro e Dallagnol combinaram por mensagens operação contra Lula“.

Todos estes seriam manchetes plausíveis, neste momento, nos sites da grande imprensa, após a revelação, pelo premiado reporter Glenn Grenwald, de que  Sérgio Moro e o coordenador da Força Tarefa da Lava Jato, Deltan dallagnol, trocaram mensagens secretas para articular a apresentação de denúncias contra o ex-presidente Lula.

Nenhuma deles ou nada semelhante, porém, está escrito neles.

Claro, se fosse uma troca de mensagens entre Neymar e a modelo, a esta altura, estaria nas manchetes.

As autoridades, neste momento, estariam requisitando uma cópia dos arquivos que chegaram ao The Intercept para, preservando o sigilo da fonte que os forneceu, atestar sua veracidade e determinar a quebra do sigilo telemático de Moro e Dallagnoll.

Não apenas porque é com um ex-presidente  e um líder que, tenha-se sobre ele a opinião que se tiver – representa uma parcela imensa dos brasileiros. Fosse contra o Zé das Couves seria inadmissível que promotor e juiz combinassem como fazer para condená-lo.

Pior, há na parte dos diálogos que foi revelada uma combinação para divulgar escutas ilegais contra uma presidente da República, que o Supremo condenou e que não deram em nada, a não ser num pedido de desculpas que, confirma-se agora, era simples hipocrisia.

Vivemos, porém, numa conspiração de silêncio e de cumplicidades.

Teremos que fazer o máximo possível, pelas redes e nossos contatos pessoais para que esta história explosiva se alastre e mereça de quem tem a obrigação de fazê-lo, investigação e responsabilização.

(Fernando Brito)