Salário de professor no Acre é o quarto melhor do Brasil, diz IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou mais um resultado da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) que coloca o Acre na quarta posição do ranking nacional entre os estados brasileiros que melhor paga seus professores. O piso salarial do educador acreano é o terceiro maior entre os estados da região norte e na comparação com o restante do país só fica atrás do Distrito Federal, Amapá e Roraima.

O piso salarial do professor acreano com formação superior é de R$ 1.883,00 e atende a lei n° 11.738/2008 que estabelece que os profissionais da área não podem receber salário inferior a R$ 1.567,00 por uma jornada de 40 horas semanais, das quais um terço é destinada a atividades fora da sala de aula como planejamento e atendimento aos pais e alunos.

Em 2013 a Secretaria de Estado de Educação (SEE) abriu concurso público para o preenchimento de quase 2600 vagas efetivas em todo o estado, a maioria delas para professores dos níveis fundamental e médio. Para Josenir Calixto, diretor de Ensino da SEE, a volorização desses profissionais é um compromisso de governo. ”A valorização é um dos pilares do governo do Estado. Um compromisso com a carreira docente firmado ao longo dos últimos anos, e que busca assegurar a retomada do prestígio da categoria. O concurso da Educação é o investimento mais recente e visa assegurar estabilidade e investir na melhoria da aprendizagem dos alunos acreanos”, afirmou Calixto.

Um benefício concedido aos professores acreanos é o pagamento do Prêmio Anual de Valorização do Profissional (PAVDP), onde os servidores da rede pública de ensino recebem o valor correspondente a um mês dos seus respectivos vencimentos dividido em duas parcelas semestrais.

Eduardo Gomes  – agana]