‘Sinal Verde’ para área de livre comércio no Acre, garante entidade patronal

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre – FECOMÉRCIO- C, esteve representada pelo Superintendente Egídio Garó nos dias 25 e 26, na cidade de Brasiléia, em evento realizado pela SUFRAMA objetivando a efetiva implantação da área de livre comércio naquela cidade, estendida a Epitaciolândia. Um número considerável de empresários do comércio estiveram presentes ao evento e, na ocasião, receberam o treinamento e as informações necessárias para que sejam realizadas as primeiras importações.

A SUFRAMA orientou aos presentes o sistema necessário à realização das operações de importação e orientou sobre os procedimentos prementes para o cadastramento dos empresários interessados nas importações. Além daquela instituição, a Receita Federal se fez presente orientando e esclarecendo aos empresários sobre os aspectos legais e documentais necessários à realização do desembaraço aduaneiro, bem como a ANVISA e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA também esclareceram sobre os procedimentos

iniciais necessários a realização das operações, baseados na legislação vigente. Ao término do evento, os comerciantes de Brasiléia e Epitaciolândia receberam o sinal verde das instituições responsáveis e, num momento de grande importância para as cidades, poderão, finalmente, realizar operações de importação e promover o desenvolvimento econômico e social da região do Alto Acre.

O evento, insistentemente solicitado pela FECOMÉRCIO/AC em parceria com a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara dos Deputados, na figura de sua presidente, Deputada Perpétua Almeida, Prefeituras de Brasiléia e Epitaciolândia, Sindicato do Comércio de Brasiléia e Associação Comercial, foi o marco inicial para o atendimento dos anseios do comércio, extremamente fragilizado ao longo dos últimos vinte anos, agora tendo uma nova perspectiva e possibilidade de fortalecimento.

Ainda, no último dia 27, a equipe da SUFRAMA na cidade de Rio Branco, representada pelo seu Coordenador Regional, João de Deus, estive reunida na FECOMÉRCIO para praticarem o mesmo procedimento aplicado aos comerciantes de Brasiléia e Epitaciolândia. “Esse encontro aqui em Rio Branco foi similar ao de Brasiléia, demonstrando como é feito o comércio internacional, a importação de mercadoria. Então nós resolvemos fazer esse encontro aqui também porque a cidade também necessita fazer importações. Então são informações que, juntamente com a Federação do Comércio, precisamos passar para o empresariado daqui de Rio Branco” – afirmou o coordenador da Suframa.

Esse procedimento nivela as práticas da instituição com o que se pretende, em curto espaço de tempo, por em prática nas cidades favorecidas pela ALC (Áreas de Livre Comércio), de tal forma que essa interação facilite a comunicação com os órgãos responsáveis e, efetivamente, promovam a geração de emprego e renda, de forma sustentável, ao comércio daquelas cidades.

[divulgação]