Ronivon diz que não se junta com Márcio Bittar nem com a turma da ‘Flávio Nogueira’

Via Página 20 – “O que a candidatura de Marcio Bittar tem de bom para o povo do Acre? Ele é um homem que quer só se vender para o Amazonas, vindo de lá para comprar fazendas e casas”.

Foi o que disse ontem o ex-deputado Ronivon Santiago ao desistir de sua candidatura a deputado federal pelo PP para não fazer mais parte da coligação “Aliança por um Acre Melhor”, que tem o deputado federal Marcio Bittar (PSDB) como candidato ao governo do Acre.

Desistindo da candidatura apenas um dia após vê-la confirmada em Brasília pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ronivon Santiago não poupou críticas e até acusações ao candidato tucano e ao grupo que o acompanha na disputa eleitoral deste ano.

“Aquele povo lá, aquele bando, está lá tudo junto, olha a Flávio Nogueira como exemplo. Eu não me junto com aquele povo”, disse Santiago, ao ser referir ao escândalo do desvio de R$ 40 milhões através de sete contas fantasmas abertas no Banco do Brasil durante o governo Flaviano Melo, que teve como secretário de Planejamento Mauro Bittar, irmão de Marcio, que chegou a ser condenado a 12 anos de prisão.

Segundo Ronivon Santiago, há evidências de possível participação de Marcio Bittar no escândalo. “(Há evidências) sem dúvida. Ele (Marcio Bittar) é um cara que não tem dignidade, não tem aproveitamento, fica falando besteira, não tem nada para ser governo no Acre”.

Ressaltando que “o povo do Acre não pode ser enganado” por Marcio Bittar, Flaviano Melo e outros líderes da coligação, Ronivon Santiago calcula em apenas três meses o prazo para a turma do candidato tucano acabar com tudo que foi construído no Acre nos últimos 15 anos e meio.

[originalmente publicada no página20]