Comunista defende acordo para funcionamento de rádio evangélica

O líder do Governo na Aleac, deputado Moisés Diniz (PC do B), fez pronunciamento nesta terça-feira, 6, defendendo um amplo estudo sobre as obras de instalação da nova torre da Radio Boas Novas. De acordo com o parlamentar, o resultado deste estudo pode permitir que a emissora funcione sem prejuízo para a segurança dos moradores vizinhos e para a comunidade evangélica ouvinte.

moisesi003646_584“Vamos ouvir a UFAC, o CREA e fazer um estudo aprofundado para encontrar uma solução técnica. Eu sou contra o fechamento de qualquer rádio e tenho clareza de que a Prefeitura não vai tomar nenhuma medida que, mesmo técnica, venha a se caracterizar como perseguição religiosa”, declarou Moisés. “Se houver alguma ilegalidade no processo de construção da obra ou da transferência de local, que estas ilegalidades sejam punidas, menos com o fechamento da emissora”, disse Moisés.

O deputado lembrou que o impasse entre a emissora e a Prefeitura é um litígio entre uma empresa e o Município de Rio Branco, de maneira que as partes não devem envolver o Governo do Estado, pois foge de sua área jurisdicional. “O governador Tião Viana não participa de decisões das prefeituras, fiel ao princípio da divisão das competências administrativas”.

Mas, ao mesmo tempo, Moisés defendeu o debate do problema. “Aqui se discute posições do Governo da Bolívia, dos EUA, a crise financeira na Grécia que afeta ao emprego no Jordão, aqui nós discutimos até o futuro do planeta, então porque não discutir uma ação do município de Rio Branco?”, argumentou.


Join the Conversation