Vídeo: Portugal perde o cantor Carlos do Carmo, um dos seus grandes

carlosdocarmo

carlos do carmo
No Público: Carlos do Carmo, foto de novembro 2019, de Nuno Ferreira Santos

Carlos do Carmo, cantor e fadista ícone da música portuguesa, morreu nesta sexta-feira num hospital de Lisboa, onde havia dado entrada, segundo a imprensa da capital portuguesa, com um aneurisma.

Um de seus clássicos: ‘Lisboa menina e moça’

Versos:

//No Castelo, ponho um cotovelo
//Em Alfama, descanso o olhar
//E assim desfaço o novelo de azul e mar
//À Ribeira encosto a cabeça
//A almofada, da cama do Tejo
//Com lençóis bordados à pressa
//Na cambraia de um beijo
//Lisboa menina e moça, menina
//Da luz que meus olhos vêem tão pura
//Teus seios são as colinas, varina
//Pregão que me traz à porta, ternura
(…)

Em tempo: Essa cidade é maravilhosa…é a cidade da nostalgia…do fado à noite, do jeito português de viver a vida…dos fumantes inveterados nas ruas…dos vinhos em doses em copinhos que qualquer um pode tomar…vale à pena viver uns dias em Lisboa…você nunca mais vai esquecer…vá para nunca mais deixar de ir e voltar sempre….você identifica de onde vem muitas coisas que fazemos por aqui.

Vinícius de Moraes escreveu um dia um fado (gravado por portugueses), que diz:

‘Saudade do Brasil em Portugal’

//O sal das minhas lágrimas de amor
//Criou o mar que existe entre nós dois
//Para nos unir e separar

(…)

J R Braña B.