Mariah Carey sobre pobreza e fracassos…

#mariahcarey

mariah carey
Crédito: Mariah Carey V MAGAZINE

Artigo da estrela da música publicado na revista V Magazine…em outubro do ano passado.

mariah carey

-Uma das razões pelas quais escrevi minhas memórias foi para “emancipar” minha identidade racial – ela tem sido uma fonte de mal-entendidos e dor quase debilitante. Não havia ‘uma maneira’ de falar sobre isso. É muito complexo. Não se trata apenas de preto e branco, que nem sempre é apenas preto e branco. Para mim, também tem a ver com classe e abandono – Mariah Carey, que não reduz tudo ao identitarismo, tão na moda agora…ela fala de classe….que parte da esquerda não fala mais.

-A política de identidade é tão pessoal e tão difundida – não é apenas a sua aparência, é sobre como você é capaz de – ou incapaz de – mover-se pelo mundo. Cresci como um estranho, mas ainda há muitas pessoas que procuram um espaço que as aceite e honre como são. A ampliação do movimento pela justiça racial, com o apoio de um mosaico de origens e identidades, já era necessária

Há uma ‘vilanização’ daqueles que têm necessidades não atendidas, seja o acesso a cuidados de saúde (incluindo cuidados de saúde mental), ajuda financeira, moradia acessível, sem falar da oportunidade de rir e encontrar alegria além do trabalho

mariah carey
Foto do FB de Mariah Carey

oestadoacre