Método canguru ajuda a reduzir mortalidade infantil em Maternidade do Acre

Método canguru ajuda a reduzir mortalidade infantil em Maternidade do Acre

Ag Gov AC:

(…)

O Método Canguru consiste no contato pele a pele da mãe com o recém-nascido em substituição ao uso da incubadora. É destinado, principalmente, para bebês prematuros e de baixo peso. Nesse aspecto, a família que antes era apenas participante, pois somente a equipe médica era responsável pelos cuidados com a criança, passa a ser o principal meio de cura depois do vínculo estabelecido nos primeiros contatos.

“A família é um fator preponderante para a redução do estresse do bebê e aumenta as possibilidades de cura. Por isso, primeiramente nós oferecemos o suporte emocional necessário para os pais que geralmente também não estão preparados no seu psicológico para o nascimento prematuro do filho”, explica a psicóloga e coordenadora estadual do Método Canguru, Silvane Chaves.

Para certificar o estado, o Ministério da Saúde adotou critérios que vão desde o ambiente hospitalar à capacitação dos profissionais. Periodicamente, o hospital recebe a visita de técnicos que fiscalizam e geram relatórios.

Isabele Vitória nasceu aos sete meses, com 1,350 kg. A mãe, Idelci Magalhães, já tinha outros filhos, e conta que a última gestação foi a mais complicada. “Eu sofri muito, vivia passando mal. Os médicos alertaram que ela podia nascer antes do tempo e desenvolver muitos problemas. Agora, ter minha filha assim no meu colo é um alívio muito grande”, diz Idelci, emocionada.