Produtores do PA-Humaitá: sem fogo é muito melhor

Produtores do PA-Humaitá: sem fogo é muito melhor

AgGov
Leônidas Badaró

Cotidiano de produtores do Humaitá é intenso e sustentável

As primeiras reuniões foram realizadas no fim do ano de 1998. Os produtores rurais do Projeto de Assentamento Dirigido Humaitá, em Porto Acre, tinham tomado uma decisão: queriam eliminar o uso do fogo e dos agrotóxicos na produção de alimentos.

Passados quase 16 anos, esses produtores se tornaram referência na produção de alimentos orgânicos no Acre. Hoje, são 20 associados que fazem parte do Grupo de Agricultores Ecológicos do Humaitá e se orgulham de produzir alimentos livres de qualquer tipo de tratamento químico.

A rotina não é fácil. Para eliminar o uso do fogo e dos agrotóxicos, é preciso um trabalho muito cuidadoso nas lavouras. Quem produz aqui sabe que é preciso respeitar a natureza. Por isso, os agricultores orgânicos do Humaitá apostam na diversidade de culturas para não cansar a terra e ter condições de produzir durante todo o ano.

Por lá, planta-se um pouco de tudo -banana, mandioca, abacaxi, pupunha, café, gergelim, maracujá e mamão são alguns exemplos do que é cultivado pelos agricultores.

São produtores como Valdir Souza, morador do local há mais de 35 anos. As palavras são carregadas de orgulho. “Estou há mais de quinze anos sem usar fogo na minha terra. A minha maior satisfação é ter a certeza que o cliente que comprar um produto produzido por mim vai comer um alimento saudável. Tenho muito orgulho de ter criado os meus filhos da minha produção”, afirma o agricultor de 52 anos.

pa humaitá 1pa humaitá 3pa humaitá

(…)