A mamata vai acabar: Governadores querem cobrar planos de saúde por uso da rede pública

A mamata vai acabar: Governadores querem cobrar planos de saúde por uso da rede pública

Em Rio Branco planos são useiros e vezeiros em enviar seus pacientes para o Pronto Socorro ou Fundação.

Porque, como se sabe, os planos privados de saúde no Acre, são uma fraude.

Não têm hospitais nem estrutura alguma para atendimento mais sofisticado.

Eles ganham dinheiro dos seus clientes, porém quem atende é o SUS.

É o melhor negócio do mundo para os planos de saúde privados.

J R Braña B. 

governadores
foto: agencia brasil

 

Do G1

Governadores querem cobrar planos de saúde por uso da rede pública

Em um encontro de uma hora e meia nesta segunda-feira (28) com o novo ministro da Fazenda,Nelson Barbosa, dez governadores reivindicaram cobrar dos planos de saúde ressarcimento pelo uso da rede pública por usuários do sistema privado.

Entre os governadores que participaram da audiência, na sede do Ministério da Fazenda, estava o do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), que, na semana passada, teve de decretar situação de emergência no sistema de saúde fluminense.

“Essa cobrança dos planos de saúde é feita pelo governo federal, mas não é feita fortemente. Passar essa cobrança para os estados e municípios pode ser uma nova fonte de receita. Não sei se precisa de projeto porque o governo federal já tem essa faculdade de cobrar. Às vezes, uma portaria aí [resolve]. Claro que temos condições de cobrar”, declarou o governador do Rio de Janeiro.

(…)


Em tempo
: Agência Brasil:

Governadores pedem que União autorize operações de crédito pelos estados

 

O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, recebeu hoje (28) em Brasília os governadores de Tocantins, Distrito Federal, Minas Gerais, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Goiás, Pernambuco e Piauí, além do vice-governador do Maranhão. O grupo levou uma pauta concisa com ponto referentes à relação dos estados e municípios com o governo federal e que podem impactar na melhora da situação econômica dos entes federados.

O principal ponto tratado com o ministro pelos governadores foi o pedido para que o governo federal volte a autorizar operações de crédito pelos estados.

(…)

Outra reivindicação dos governadores foi em relação à dívida dos estados. O Congresso Nacional aprovou uma nova lei que autoriza a redução dos juros cobrados pela União sobre a dívida dos entes federados, mas o assunto ainda precisa de regulamentação do governo federal. Ao fim da reunião, o grupo ouviu do ministro Nelson Barbosa a promessa de que o assunto será resolvido já em janeiro. “O ministro colocou que nos próximos dias o governo regulamentará a lei aprovada no Congresso Nacional que modifica os indexadores, e isso vai modificar tanto o estoque, quanto o fluxo da dívida dos estados”, disse o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.